Expectativas E Realidade

28 Apr 2019 02:48
Tags

Back to list of posts

<h1>Tecnologias Sociais S&atilde;o Usadas Por Camponeses Pra Superar A Seca No Semi&aacute;rido Nordestino</h1>

<p>S&atilde;o Paulo - Com o avan&ccedil;o da tecnologia, muita gente que resolve abrir sua pr&oacute;pria empresa neste instante resolve por um neg&oacute;cio digital. Contudo quais as necessidades espec&iacute;ficas de um neg&oacute;cio como este? Quais os principais desafios? Entrevistamos especialistas e empreendedores pra responder a estas quest&otilde;es e dar um passo a passo como abrir a tua loja virtual.</p>

<p>“Hoje &eacute; f&aacute;cil abrir um e-commerce e, por ser acess&iacute;vel, muita gente est&aacute; entrando por esse mercado. Por um lado essa &eacute; uma bacana not&iacute;cia, mas por outro voc&ecirc; passa a ter v&aacute;rios competidores” alerta Marcelo Nakagawa, professor de empreendedorismo do Insper. Com uma concorr&ecirc;ncia ainda mais acirrada, &eacute; s&eacute;rio trabalhar pra que seu neg&oacute;cio funcione bem. Para esta finalidade, &eacute; preciso, antes de qualquer coisa, ter um neg&oacute;cio bem desenhado.</p>

<p>“O primeiro ponto &eacute; saber que tipo de neg&oacute;cio voc&ecirc; vai montar”, resume Ari Gorenstein, um dos fundadores do e-commerce Evino, especializado em vinhos. “O que n&atilde;o poder&aacute; faltar &eacute; vontade de empreender”, resume Gorenstein. Antes de come&ccedil;ar o neg&oacute;cio, estruture bem quem ser&aacute; teu p&uacute;blico alvo. “Muita gente tem pressa, quer colocar o neg&oacute;cio pra frente logo. Contudo antes de tudo &eacute; fundamental ouvir o cliente”, recomenda Gorenstein, da Evino.</p>

<p>Pra esta finalidade, vale investir em pesquisas de mercado, ou mesmo discutir com familiares e amigos que possam opinar sobre sua ideia de neg&oacute;cio. Isto antes de abrir as portas. Depois, &eacute; consider&aacute;vel manter canais de di&aacute;logo para feedback, como espa&ccedil;os pra coment&aacute;rios e question&aacute;rio de alegria do fregu&ecirc;s. Gorenstein destaca que, desigual das lojas f&iacute;sicas, no e-commerce a conex&atilde;o com o comprador &eacute; um pouco mais retirado, o que refor&ccedil;a a necessidade de procurar este contato. O mercado de e-commerce &eacute; supercompetitivo. Assim, n&atilde;o seja um “aventureiro” e estude seus concorrentes.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License